Blog

CLASSIC LIST

WhatsApp-Image-2018-02-22-at-10.49.34-.jpeg

Quando não há profissional fonoaudiólogo no hospital é importante que os familiares conversem com o médico responsável pelo caso, com diretoria clínica e solicitar junto da administração do hospital a entrada de um profissional externo contratado pela família.

Sabemos que é um processo árduo e burocrático; porém é importante que se cumpra o protocolo para assim não ter problemas para nenhuma das partes envolvidas seja a instituição, profissional externo ou para paciente.

E para profissional externo adentrar deverá enviar para hospital documentação necessária que comprove o exercício legal de sua profissão para que de maneira ética e transparente possa ser realizado avaliação do paciente.

Vale salientar que profissional deverá está em dias com o seu conselho de classe sem débitos ou processo investigativo.

A lei garante  o direito absoluto do paciente ou de seu responsável em realizar uma segunda opinião médica; porém não existe uma lei que diz paciente pode levar um profissional externo para dentro do hospital.

E nesses caso melhor é o dialogo com médico e com administração do hospital e como segundo plano consultar um advogado para percorrer os caminhos corretos e garantir o direito do paciente e verificar se caso adentra como segunda opinião médica; no caso seria opinião de um especialista da área que não é médico no caso fonoaudiólogo tem formação biomédica.

Segue abaixo trechos da legislação em vigor:

O Código de Ética Médica indica que a chamada “Segunda Opinião Médica” é um direito do paciente e faz parte de sua autonomia no contexto da relação médico-paciente.

De acordo com o código, é vedado ao médico opor-se à realização da segunda opinião solicitada pelo paciente ou por seu representante legal.

Planos de saúde – De acordo com a Resolução CONSU nº 8 e o Código de Ética Médica, as fontes pagadoras, tanto públicas quanto privadas, podem solicitar a segunda opinião, trabalhando com sistemas de auditorias eficientes quando em suspeita de exageros e indicações inadequadas de procedimentos.

O parecer nº 114073 do Cremesp relata que o mecanismo da segunda opinião médica é usual em todo mundo e não é antiética.

Como paciente, é seu direito absoluto pedir conselhos e estar no comando do que acontece com o seu corpo.


Você profissional de uma das seguintes áreas venha ser um franqueado: fonoaudiologia, fisioterapia, nutrição, psicologia e terapia ocupacional.

Notícias Recentes

Copyright BiohouseTerapias 2019. Todos os direitos reservados