O que é Distúrbio Articulatório?

8 de novembro de 2019 by Bio House Terapias0
imagem-ilustrativa-fonoaudiologia.jpg

Distúrbio Articulatório

Distúrbio Articulatório correspondem a dificuldades relativas à aprendizagem dos sons ou fonemas da língua portuguesa.
No Código Internacional das Doenças – CID 10 o Distúrbio Articulatório está englobado em F- 80 – Transtornos Específicos do Desenvolvimento da Fala e da Linguagem.

O Distúrbio Articulatório pode acontecer por dois desvios, o desvio fonético ou desvio fonológico; vejamos abaixo as diferenças:

O Desvio Fonético: é alteração no órgão fonoarticulatório como na musculatura da língua, bochecha, lábios etc.
O Desvio Fonológico: são alterações que o individuo causa nas regras da língua portuguesa como por exemplos: alterações de semântica, sintaxe  etc.

Os tipos de alterações Articulatórias são: omissão, substituição, distorção, adição e transposição.

A Omissão: ocorre quando um fonema não é produzido exemplo: SAPATO a criança fala /apatu/ ou para palavra CHUVA  emissão saia /uva/.
A Substituição: ocorre quando um som é substituído por outro exemplo:  BOLA a criança fala /boia/ ou para nomear objeto como CANECA fala /kakeka/.
A Distorção: ocorre quando a criança na produção de um determinado som é alterado de modo que resultado desta seja um som aproximado. Exemplo:  para palavra SALA a emissão aparece o ceceio  e emissão fica /chala/ ou CEBOLA emite /chebola/.
A Adição: ocorre quando o som que não fazem parte do vocábulo é acrescentado. Vejam os exemplos: para emissão da palavra PEDRA a criança fala /peuda/ ou para palavra BLUSA emite /bulusa/.
A transposição: acontece quando a ordem da produção é alterada exemplo: para fala CADERNETA  emite / cardeneta/ ou para falar PÍLULA  emite /pirula/.
Observação: o mais comum em crianças é a substituição e a omissão.

Classificação das Alterações Articulatórias:

Plosivação: palavra é FACA emite /vaca/ ou para VELA e emite /fela/.
Frontalização de Velar: palavra é GARFO e emite /daifu/.
Posteriorização de Velar:  palavra é TATU e emite /kaku/.
Frontalização do Palatal: palavra é SAPO e emite /dapu/.
Posteriorização de Palatal: palavra é SAPO e emite /chapo/.
Simplificação de Liquidas:  palavra é LÁPIS e emite /yapis/.
Simplificação de Encontros Consonantal: palavra é PRATO e emite /pato/ ou /plato/.
Eliminação da Consoante final: palavra é PORCO e emite /poku/ ou /poyku/.
Ensurdecimento de Plosivas: palavra é POLO e emite /bolu/.
Ensurdecimento de Fricativas: palavra é FITA e emite /vila/.

Distúrbio Articulatório

Como Tratar Distúrbio Articulatório?

O Distúrbio Articulatório é tratado pelo profissional fonoaudiólogo que realiza avaliação para entender os processos e dificuldades de cada individuo as sessões de fonoterapias são semanais uma ou duas vezes por semana  40 minutos cada sessão  e com duração média  doze a quinze meses podendo ter variações de caso para caso. O empenho da criança e envolvimento da família é fundamental para evolução e reabilitação dos processos de fala e linguagem.

“Direitos reservados ao autor do Texto. Não pode ser reproduzido sem o devido crédito parcial ou integral.”

 


Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.


Você profissional de uma das seguintes áreas venha ser um franqueado: fonoaudiologia, fisioterapia, nutrição, psicologia e terapia ocupacional.

Notícias Recentes

Copyright BiohouseTerapias 2019. Todos os direitos reservados